Hidróxido de Alumínio 61,5mg/ml EMS Genérico Suspensão com 240ml

7896004701288_1
Hidróxido de Alumínio 61,5mg/ml EMS Genérico Suspensão com 240ml
De: R$ 13,87
Por: R$ 12,99
à vista
ComprarVendedor Araujo
+ Saiba Mais

Veja avaliações de quem já comprou

GRP_INTEGRACAO

Possui Venda PermitidaS
Informe Ministério Saúde 02-
Informe Ministério Saúde 04-
Informe Ministério Saúde 05-
Informe Ministério Saúde 08-
Informe Ministério Saúde 09-
Informe Ministério Saúde 01"NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE DOENÇA DOS RINS E DOR ABDOMINAL AGUDA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO."
Informe Ministério Saúde 03-
Informe Ministério Saúde 06-
Informe Ministério Saúde 07-
Informe Ministério Saúde 10-
Princípio AtivoHIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO

Característica

ClassificaçãoGenérico
FabricanteEMS
IndicaçãoEditor HTML Online
ComposiçãoHIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO (61.5MG/1ML)
ContraindicaçãoEditor HTML Online

Saiba Mais

Saiba Mais

HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO 61,5MG/ML EMS GENÉRICO SUSPENSÃO

Indicações:
Tratamento da azia ou queimação decorrente de hiperacidez gástrica.

Contra-indicações:
Hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, pacientes com hipofosfatemia, obstrução intestinal.

Advertências:
O hidróxido de alumínio promove a retenção de fosfato. Por isso, é recomendável manter uma dieta rica em fósforo. Em pacientes com insuficiência renal, os níveis plasmáticos de alumínio e magnésio estão aumentados. Nesses pacientes, a exposição prolongada a altas doses de sais de alumínio de magnésio pode causar encefalopatia, demência, anemia microcítica ou piora da osteomalácia induzida por diálise. O hidróxido de alumínio pode ser inseguro em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise. O acúmulo de alumínio pode agravar, nos pacientes submetidos à diálise crônica, os sintomas da doença de Alzheimer. O hidróxido de alumínio deve ser usado com cautela em casos de sangramento intestinal, prisão de ventre e presença de hemorroidas. O produto não deve ser utilizado por mais de duas semanas, sem prévia avaliação médica. 

Reações adversas / Efeitos colaterais:
Por possuir ação adstringente, o hidróxido de alumínio e todos os seus derivados podem causar constipação. A administração de altas doses pode causar obstrução intestinal.
O hidróxido de alumínio pode provocar náuseas e vômitos. A administração de hidróxido de alumínio a pacientes com dieta pobre em fosfato pode ocasionar a depleção de fosfato acompanhada pelo aumento da reabsorção óssea e hipercalciúria com o risco de osteomalácia.
Os sais de alumínio são pouco absorvidos pelo trato gastrintestinal, e os efeitos sistêmicos são raros em pacientes com função renal normal. Em pacientes com comprometimento renal crônico, o acúmulo de alumínio pode provocar osteomalácia ou doença óssea adinâmica, encefalopatia, demência e anemia microcítica.

GRP_INTEGRACAO

Possui Venda PermitidaS
Informe Ministério Saúde 02-
Informe Ministério Saúde 04-
Informe Ministério Saúde 05-
Informe Ministério Saúde 08-
Informe Ministério Saúde 09-
Informe Ministério Saúde 01"NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE DOENÇA DOS RINS E DOR ABDOMINAL AGUDA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO."
Informe Ministério Saúde 03-
Informe Ministério Saúde 06-
Informe Ministério Saúde 07-
Informe Ministério Saúde 10-
Princípio AtivoHIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO

Característica

ClassificaçãoGenérico
FabricanteEMS
IndicaçãoEditor HTML Online
ComposiçãoHIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO (61.5MG/1ML)
ContraindicaçãoEditor HTML Online

Saiba Mais

Saiba Mais

HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO 61,5MG/ML EMS GENÉRICO SUSPENSÃO

Indicações:
Tratamento da azia ou queimação decorrente de hiperacidez gástrica.

Contra-indicações:
Hipersensibilidade aos componentes da fórmula, insuficiência renal severa, pacientes com hipofosfatemia, obstrução intestinal.

Advertências:
O hidróxido de alumínio promove a retenção de fosfato. Por isso, é recomendável manter uma dieta rica em fósforo. Em pacientes com insuficiência renal, os níveis plasmáticos de alumínio e magnésio estão aumentados. Nesses pacientes, a exposição prolongada a altas doses de sais de alumínio de magnésio pode causar encefalopatia, demência, anemia microcítica ou piora da osteomalácia induzida por diálise. O hidróxido de alumínio pode ser inseguro em pacientes com porfiria que estejam fazendo hemodiálise. O acúmulo de alumínio pode agravar, nos pacientes submetidos à diálise crônica, os sintomas da doença de Alzheimer. O hidróxido de alumínio deve ser usado com cautela em casos de sangramento intestinal, prisão de ventre e presença de hemorroidas. O produto não deve ser utilizado por mais de duas semanas, sem prévia avaliação médica. 

Reações adversas / Efeitos colaterais:
Por possuir ação adstringente, o hidróxido de alumínio e todos os seus derivados podem causar constipação. A administração de altas doses pode causar obstrução intestinal.
O hidróxido de alumínio pode provocar náuseas e vômitos. A administração de hidróxido de alumínio a pacientes com dieta pobre em fosfato pode ocasionar a depleção de fosfato acompanhada pelo aumento da reabsorção óssea e hipercalciúria com o risco de osteomalácia.
Os sais de alumínio são pouco absorvidos pelo trato gastrintestinal, e os efeitos sistêmicos são raros em pacientes com função renal normal. Em pacientes com comprometimento renal crônico, o acúmulo de alumínio pode provocar osteomalácia ou doença óssea adinâmica, encefalopatia, demência e anemia microcítica.