Magnen B6 com 30 Comprimidos

07896226102955
Magnen B6 com 30 Comprimidos
De: R$ 83,85
Por: R$ 76,80
à vista
ComprarVendedor Araujo
+ Saiba Mais

Veja avaliações de quem já comprou

Característica

MarcaMagnen B6
Faixa EtáriaAdulto
VitaminasB6 - Piridoxina
MineraisMagnésio

GRP_INTEGRACAO

Possui Venda PermitidaS
Informe Ministério Saúde 02-
Informe Ministério Saúde 04-
Informe Ministério Saúde 05-
Informe Ministério Saúde 08-
Informe Ministério Saúde 09-
Informe Ministério Saúde 01"MAGNEN B6 É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO."
Informe Ministério Saúde 03-
Informe Ministério Saúde 06-
Informe Ministério Saúde 07-
Informe Ministério Saúde 10-
Princípio AtivoGLICONATO DE MAGNÉSIO + CLORIDRATO DE PIRIDOXINA

Característica

FabricanteMarjan
Indicação

Suplementação vitamínico-mineral nos casos de dietas restritivas e inadequadas; como auxiliar do sistema imunológico; em doenças crônicas ou convalescença e para idosos.

ComposiçãoGLICONATO DE MAGNÉSIO (722.22MG) + CLORIDRATO DE PIRIDOXINA (1MG)
Contraindicação

Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula; para pacientes parkinsonianos; em uso de levodopa isolada e em casos de insuficiência renal grave.

RMS1.0155.0241.003-9

Saiba Mais

Saiba Mais



Untitled Document







MAGNEN B6


Indicações


Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) está indicado como suplemento vitamínico-mineral nos seguintes casos: dietas restritivas e inadequadas; como auxiliar do sistema imunológico; em doenças crônicas ou convalescença; para idosos.


Contraindicações


Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) comprimidos revestidos não deve ser administrado em pacientes parkinsonianos, em uso de levodopa isolada e em pessoas com reconhecida hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Nos casos de insuficiência renal grave Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) está contraindicado.


Advertências


A piridoxina em doses altas (2,0 a 6,0 g/dia) e por períodos prolongados, pode ocasionar Neuropatia Periférica, cursando com alterações sensoriais, ataxia e fraqueza muscular. Com a suspensão do uso da piridoxina a alteração neuronal apresenta melhora gradativa, em geral, com recuperação completa do quadro. Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) deve ser utilizado com cautela em pacientes portadores de arritmia ou bloqueios cardíacos, miocardiopatias, e insuficiência renal leve ou moderada. Nos casos de insuficiência renal severa Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) está contraindicado. Não são conhecidos dados que associem a ingestão do glicinato de magnésio de Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) com episódios de diarréia.


Uso na gravidez


Não são conhecidas restrições específicas sobre o uso de Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) na gravidez e lactação quando obedecidas posologia e quantidades diárias recomendadas. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Magnen b6

A ingestão de piridoxina pode causar sintomas gastrintestinais como náusea, vômito, irritação gástrica e diarreia, bem como prurido e rubor da pele. Não são conhecidos dados que associem a ingestão do glicinato de magnésio de Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) com episódios de diarreia.


Superdosagem


A ingestão de altas doses de magnésio pode acarretar alterações do ritmo cardíaco (como assistolia e bradicardia), depressão do sistema nervoso central, coma, hipotensão arterial, paralisia muscular, insuficiência renal e insuficiência respiratória. As vitaminas hidrossolúveis são excretadas mais rapidamente pelo organismo. Desta forma, há menores possibilidades de ocorrência de superdosagem de piridoxina. No entanto, sintomas de alterações sensoriais, ataxia, fraqueza muscular, cefaleia, dor abdominal, náusea, tontura e vômitos podem ocorrer. No caso de aparecimento de algum destes sintomas procure imediatamente um médico para que sejam adotadas medidas apropriadas de desintoxicação. Caso seja caracterizada superdosagem, orientar o paciente a procurar atendimento médico imediatamente para que as medidas apropriadas de desintoxicação sejam adotadas.



Característica

MarcaMagnen B6
Faixa EtáriaAdulto
VitaminasB6 - Piridoxina
MineraisMagnésio

GRP_INTEGRACAO

Possui Venda PermitidaS
Informe Ministério Saúde 02-
Informe Ministério Saúde 04-
Informe Ministério Saúde 05-
Informe Ministério Saúde 08-
Informe Ministério Saúde 09-
Informe Ministério Saúde 01"MAGNEN B6 É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO."
Informe Ministério Saúde 03-
Informe Ministério Saúde 06-
Informe Ministério Saúde 07-
Informe Ministério Saúde 10-
Princípio AtivoGLICONATO DE MAGNÉSIO + CLORIDRATO DE PIRIDOXINA

Característica

FabricanteMarjan
Indicação

Suplementação vitamínico-mineral nos casos de dietas restritivas e inadequadas; como auxiliar do sistema imunológico; em doenças crônicas ou convalescença e para idosos.

ComposiçãoGLICONATO DE MAGNÉSIO (722.22MG) + CLORIDRATO DE PIRIDOXINA (1MG)
Contraindicação

Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula; para pacientes parkinsonianos; em uso de levodopa isolada e em casos de insuficiência renal grave.

RMS1.0155.0241.003-9

Saiba Mais

Saiba Mais



Untitled Document







MAGNEN B6


Indicações


Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) está indicado como suplemento vitamínico-mineral nos seguintes casos: dietas restritivas e inadequadas; como auxiliar do sistema imunológico; em doenças crônicas ou convalescença; para idosos.


Contraindicações


Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) comprimidos revestidos não deve ser administrado em pacientes parkinsonianos, em uso de levodopa isolada e em pessoas com reconhecida hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Nos casos de insuficiência renal grave Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) está contraindicado.


Advertências


A piridoxina em doses altas (2,0 a 6,0 g/dia) e por períodos prolongados, pode ocasionar Neuropatia Periférica, cursando com alterações sensoriais, ataxia e fraqueza muscular. Com a suspensão do uso da piridoxina a alteração neuronal apresenta melhora gradativa, em geral, com recuperação completa do quadro. Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) deve ser utilizado com cautela em pacientes portadores de arritmia ou bloqueios cardíacos, miocardiopatias, e insuficiência renal leve ou moderada. Nos casos de insuficiência renal severa Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) está contraindicado. Não são conhecidos dados que associem a ingestão do glicinato de magnésio de Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) com episódios de diarréia.


Uso na gravidez


Não são conhecidas restrições específicas sobre o uso de Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) na gravidez e lactação quando obedecidas posologia e quantidades diárias recomendadas. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Magnen b6

A ingestão de piridoxina pode causar sintomas gastrintestinais como náusea, vômito, irritação gástrica e diarreia, bem como prurido e rubor da pele. Não são conhecidos dados que associem a ingestão do glicinato de magnésio de Magnen b6 (glicinato de magnésio + cloridrato de piridoxina) com episódios de diarreia.


Superdosagem


A ingestão de altas doses de magnésio pode acarretar alterações do ritmo cardíaco (como assistolia e bradicardia), depressão do sistema nervoso central, coma, hipotensão arterial, paralisia muscular, insuficiência renal e insuficiência respiratória. As vitaminas hidrossolúveis são excretadas mais rapidamente pelo organismo. Desta forma, há menores possibilidades de ocorrência de superdosagem de piridoxina. No entanto, sintomas de alterações sensoriais, ataxia, fraqueza muscular, cefaleia, dor abdominal, náusea, tontura e vômitos podem ocorrer. No caso de aparecimento de algum destes sintomas procure imediatamente um médico para que sejam adotadas medidas apropriadas de desintoxicação. Caso seja caracterizada superdosagem, orientar o paciente a procurar atendimento médico imediatamente para que as medidas apropriadas de desintoxicação sejam adotadas.