Tags associadas a esse produto pelos consumidores

O que são Tags? Tags são palavras-chaves associadas aos produtos pelos próprios consumidores. Ao clicar em uma Tag você poderá ver todos os produtos associados a ela.

Adicione sua primeira tag
Mirena 1 Endoceptivo (DIU)
Compre Mirena na Loja Online Drogaria Araujo | Até 3x s/juros* e Entrega para Todo Brasil!

Por:

Parcele em x de

à vista

Produto indisponível

Produto Indisponível

Para ser avisado da disponibilidade deste Produto, basta preencher os campos abaixo.

E-mail cadastrado com sucesso! Não se preocupe, te avisaremos quando o produto desejado estiver disponível.

Você pode adquirir esse medicamento sob encomenda. Preencha os campos abaixo com seus dados de contato, e receba mais detalhes para realizar o seu pedido em, no máximo, 1 dia útil.

Manter sob refrigeração conforme recomendação do fabricante.

Não efetuamos troca.

Produto refrigerado. Não efetuamos troca.

Peça pelo Drogatel

3270-5000

BH/Contagem/Nova Lima

3179-5000

Sete Lagoas

0300-3131010

Para todo o Brasil

Este produto não pode ser vendido pela internet. Você pode comprá-lo em uma de nossas lojas, de acordo com a disponibilidade de estoque de cada loja.

Receba em casa
em até60 minutos
RetireGrátis
em uma loja

Informações do produto

Veja nossos GENÉRICOS ou SIMILARES

Compartilhe este produto

Saiba Mais

GRP_INTEGRACAO

Possui Venda PermitidaS
FabricanteBayer
Informe Ministério Saúde 02-
Informe Ministério Saúde 04-
Informe Ministério Saúde 05-
Informe Ministério Saúde 08-
Informe Ministério Saúde 09-
Informe Ministério Saúde 01"VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA."
Informe Ministério Saúde 03-
Informe Ministério Saúde 06-
Informe Ministério Saúde 07-
Informe Ministério Saúde 10-
Princípio AtivoLEVONORGESTREL

Característica

ComposiçãoLEVONORGESTREL (52MG)
RMS1.0020.0087.001-5
Indicação
Contracepção, menorragia idiopática, prevenção da hiperplasia endometrial na terapia de reposição estrogênica.
Contraindicação
Gravidez;doença inflamatória pélvica; infecção do trato genital inferior; endometrite pós-parto; aborto infectado;cervicite;displasia cervical;tumor maligno uterino ou cervical;tumores progestógeno-dependentes;sangramento uterino anormal não-diagnosticado;anomalia uterina congênita ou adquirida;doença hepática; tumor hepático;alergia a qualquer um dos componentes.

Saiba Mais

Saiba Mais

Mirena

Mirena é um contraceptivo tipo DIU em formato de “T”. Sua tecnologia permite o uso por até 5 anos. Apenas médicos especializados em ginecologia são aptos a colocar ou remover o Mirena. Sempre procure um especialista para saber qual o melhor método contraceptivo para você.

Mirena - Saiba Mais

Mirena é um contraceptivo tipo DIU (dispositivo intra-uterino) em formato de “T”. Recoberto por progestágeno (levonorgestrel) que age na cavidade uterina. A sua tecnologia permite a liberação lenta e gradual do hormônio por até 5 anos ou menos. Fica nas mãos do paciente e do médico a decisão de remover antes deste prazo. Por se tratar de um método contraceptivo inserido no útero, apenas ginecologistas estão aptos a colocar ou remover o Mirena.

Sempre consulte um especialista para identificar as suas necessidades e entender qual o melhor método contraceptivo para o seu organismo.

Mirena - Bula

O texto abaixo é o resumo da bula registrada no Ministério da Saúde. Para informações sobre precauções, motivos para interrupção, interações medicamentosas, hipersensibilidade e superdosagem, dentre outras, consulte a bula completa do produto.

Mirena (Levonorgestrel)

Mirena (levonorgestrel) é um produto de prescrição médica. Portanto, somente um médico poderá indicar se este medicamento é o melhor para você.

Forma Farmacêutica:

Mirena (levonorgestrel) é um endoceptivo, ou seja, um sistema intra-uterino com liberação de levonorgestrel, cuja taxa inicial de liberação é de 20mcg/24 horas.

Apresentação:

Cartucho contendo um blíster estéril com 1 endoceptivo (SIU) e um insertor

Cartucho contendo um blíster estéril com 1 endoceptivo (SIU) + haste + êmbolo + suporte

Composição:

Cada endoceptivo (SIU) contém 52mg de levonorgestrel e apresenta taxa inicial de liberação de 20mcg/24h.

Excipientes: elastômero depolidimetilsiloxano, cilindro de polidimetilsiloxano, estrutura em T, fio de remoção

O Que É Mirena (Levonorgestrel)?

Mirena (levonorgestrel) é um sistema intra-uterino em forma de T que, após a inserção, libera o hormônio levonorgestrel dentro do útero. O objetivo da forma em T é o de ajustar o sistema de liberação ao formato do útero. O braço vertical da estrutura em T apresenta um cilindro contendo hormônio (levonorgestrel). Na extremidade deste braço estão fixados dois fios que se destinam à remoção do sistema.

Para Que Mirena É Indicado?

Mirena (levonorgestrel) é indicado para contracepção (prevenção da gravidez), menorragia idiopática (sangramento menstrual excessivo) e para proteção contra hiperplasia endometrial (crescimento excessivo da camada de revestimento do útero) durante terapia de reposição hormonal.

Qual É A Eficácia De Mirena (Levonorgestrel)?

Em contracepção, Mirena (levonorgestrel) é tão eficaz quanto os mais eficazes DIUs de cobre atualmente disponíveis. Estudos (ensaios clínicos) verificaram que ocorrem cerca de 2 gestações por ano para cada 1.000 mulheres usuárias de Mirena (levonorgestrel).

No tratamento de sangramento menstrual idiopático excessivo, Mirena (levonorgestrel) reduz o sangramento, de forma significativa, após três meses de uso. Algumas usuárias não apresentam qualquer sangramento menstrual.

Quando Não Devo Usar Mirena (Levonorgestrel)?

Mirena (levonorgestrel) não deve ser utilizado na presença de qualquer uma das condições descritas a seguir:

  • ocorrência ou suspeita de gravidez;
  • doença inflamatória pélvica atual ou recorrente (infecção dos órgãos reprodutores femininos);
  • infecção do trato genital inferior;
  • infecção do útero após parto;
  • infecção do útero após um abortamento ocorrido durante os últimos 3 meses;
  • infecção do colo do útero;
  • anormalidades celulares no colo do útero;
  • ocorrência ou suspeita de câncer do colo do útero ou do útero;
  • tumores que dependem do hormônio progestógeno para se desenvolver;
  • sangramento vaginal anormal não-diagnosticado;
  • anormalidade do colo do útero ou do útero, incluindo leiomiomas, se estes causarem deformação da cavidade uterina;
  • condições associadas com aumento de susceptibilidade a infecções;
  • presença de doença hepática ou tumor hepático;
  • hipersensibilidade ao levonorgestrel ou a qualquer constituinte do produto.

Que Reações Desagradáveis Podem Aparecer Ao Usar Mirena (Levonorgestrel)?

“Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.”

Como ocorre com outros medicamentos, Mirena (levonorgestrel) pode causar reações adversas, embora nem todas as usuárias apresentem-nas.

Estão listadas abaixo possíveis reações adversas classificadas de acordo com a parte do corpo e freqüência com que elas ocorrem:

Muito Comum:

Mais que 1 em cada 10 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios no sistema reprodutor e nas mamas

  • Sangramento uterino ou vaginal, incluindo gotejamento, menstruação não frequentes (oligomenorreia), e ausência de sangramento (amenorréia).
  • Cistos ovarianos benignos.

Comuns:

Entre 1 e 10 em cada 100 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios psiquiátricos

  • Estados depressivos
  • Nervosismo

Diminuição da libido

Distúrbios do sistema nervoso

  • Dor de cabeça

Distúrbios gastrointestinais

  • Dor abdominal
  • Náusea (enjôo)

Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos

  • Acne

Distúrbios músculo-esquelético, do tecido conjuntivo e ósseo

  • Dor nas costas

Distúrbios do sistema reprodutor e nas mamas

  • Dor pélvica
  • Dismenorréia (menstruação dolorosa)
  • Corrimento vaginal
  • Vulvovaginites (inflamação dos órgãos genitais externos ou vagina)
  • Sensibilidade nas mamas
  • Dor nas mamas
  • Expulsão do dispositivo intra-uterino

Investigações

  • Aumento de peso

Incomuns:

Entre 1 a 10 em cada 1.000 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios psiquiátricos

  • Alterações de humor

Distúrbios do sistema nervoso

  • Enxaqueca

Distúrbios gastrointestinais

  • Distensão abdominal

Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos

  • Hirsutismo (excesso de pêlos no corpo)
  • Queda de cabelo
  • Prurido (coceira intensa) 36
  • Eczema (inflamação da pele)

Distúrbios do sistema reprodutor e nas mamas

  • Doença inflamatória pélvica (infecção do trato genital superior feminino)
  • Endometrite
  • Cervicites/ Papanicolau normal Classe II (inflamação do colo do útero)

Distúrbios gerais e condições do local de administração

  • Edema (inchaço)

Raro:

Entre 1 a 10 em cada 10.000 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos

  • Erupção cutânea
  • Urticária

Distúrbios do sistema reprodutor e nas mamas

  • Perfuração do útero

Farm. Resp.: Dr. Carlos Akira Furukawa CRF-SP 13.271

Fabricado por: Bayer Schering Pharma Oy

Turku – Finlândia

Importado por: Schering do Brasil Química e Farmacêutica Ltda.

Rua Cancioneiro de Évora, 255/339/383 – Santo Amaro

04708-010 São Paulo –SP

CNPJ: 56.990.534/0001-67

SAC 0800 702 12 41

Características

Classificação

Fabricante

Marca

Indicação

Composição

Contraindicação

RMS

GRP_INTEGRACAO

Possui Venda PermitidaS
FabricanteBayer
Informe Ministério Saúde 02-
Informe Ministério Saúde 04-
Informe Ministério Saúde 05-
Informe Ministério Saúde 08-
Informe Ministério Saúde 09-
Informe Ministério Saúde 01"VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA."
Informe Ministério Saúde 03-
Informe Ministério Saúde 06-
Informe Ministério Saúde 07-
Informe Ministério Saúde 10-
Princípio AtivoLEVONORGESTREL

Característica

ComposiçãoLEVONORGESTREL (52MG)
RMS1.0020.0087.001-5
Indicação
Contracepção, menorragia idiopática, prevenção da hiperplasia endometrial na terapia de reposição estrogênica.
Contraindicação
Gravidez;doença inflamatória pélvica; infecção do trato genital inferior; endometrite pós-parto; aborto infectado;cervicite;displasia cervical;tumor maligno uterino ou cervical;tumores progestógeno-dependentes;sangramento uterino anormal não-diagnosticado;anomalia uterina congênita ou adquirida;doença hepática; tumor hepático;alergia a qualquer um dos componentes.

Saiba Mais

Saiba Mais

Mirena

Mirena é um contraceptivo tipo DIU em formato de “T”. Sua tecnologia permite o uso por até 5 anos. Apenas médicos especializados em ginecologia são aptos a colocar ou remover o Mirena. Sempre procure um especialista para saber qual o melhor método contraceptivo para você.

Mirena - Saiba Mais

Mirena é um contraceptivo tipo DIU (dispositivo intra-uterino) em formato de “T”. Recoberto por progestágeno (levonorgestrel) que age na cavidade uterina. A sua tecnologia permite a liberação lenta e gradual do hormônio por até 5 anos ou menos. Fica nas mãos do paciente e do médico a decisão de remover antes deste prazo. Por se tratar de um método contraceptivo inserido no útero, apenas ginecologistas estão aptos a colocar ou remover o Mirena.

Sempre consulte um especialista para identificar as suas necessidades e entender qual o melhor método contraceptivo para o seu organismo.

Mirena - Bula

O texto abaixo é o resumo da bula registrada no Ministério da Saúde. Para informações sobre precauções, motivos para interrupção, interações medicamentosas, hipersensibilidade e superdosagem, dentre outras, consulte a bula completa do produto.

Mirena (Levonorgestrel)

Mirena (levonorgestrel) é um produto de prescrição médica. Portanto, somente um médico poderá indicar se este medicamento é o melhor para você.

Forma Farmacêutica:

Mirena (levonorgestrel) é um endoceptivo, ou seja, um sistema intra-uterino com liberação de levonorgestrel, cuja taxa inicial de liberação é de 20mcg/24 horas.

Apresentação:

Cartucho contendo um blíster estéril com 1 endoceptivo (SIU) e um insertor

Cartucho contendo um blíster estéril com 1 endoceptivo (SIU) + haste + êmbolo + suporte

Composição:

Cada endoceptivo (SIU) contém 52mg de levonorgestrel e apresenta taxa inicial de liberação de 20mcg/24h.

Excipientes: elastômero depolidimetilsiloxano, cilindro de polidimetilsiloxano, estrutura em T, fio de remoção

O Que É Mirena (Levonorgestrel)?

Mirena (levonorgestrel) é um sistema intra-uterino em forma de T que, após a inserção, libera o hormônio levonorgestrel dentro do útero. O objetivo da forma em T é o de ajustar o sistema de liberação ao formato do útero. O braço vertical da estrutura em T apresenta um cilindro contendo hormônio (levonorgestrel). Na extremidade deste braço estão fixados dois fios que se destinam à remoção do sistema.

Para Que Mirena É Indicado?

Mirena (levonorgestrel) é indicado para contracepção (prevenção da gravidez), menorragia idiopática (sangramento menstrual excessivo) e para proteção contra hiperplasia endometrial (crescimento excessivo da camada de revestimento do útero) durante terapia de reposição hormonal.

Qual É A Eficácia De Mirena (Levonorgestrel)?

Em contracepção, Mirena (levonorgestrel) é tão eficaz quanto os mais eficazes DIUs de cobre atualmente disponíveis. Estudos (ensaios clínicos) verificaram que ocorrem cerca de 2 gestações por ano para cada 1.000 mulheres usuárias de Mirena (levonorgestrel).

No tratamento de sangramento menstrual idiopático excessivo, Mirena (levonorgestrel) reduz o sangramento, de forma significativa, após três meses de uso. Algumas usuárias não apresentam qualquer sangramento menstrual.

Quando Não Devo Usar Mirena (Levonorgestrel)?

Mirena (levonorgestrel) não deve ser utilizado na presença de qualquer uma das condições descritas a seguir:

  • ocorrência ou suspeita de gravidez;
  • doença inflamatória pélvica atual ou recorrente (infecção dos órgãos reprodutores femininos);
  • infecção do trato genital inferior;
  • infecção do útero após parto;
  • infecção do útero após um abortamento ocorrido durante os últimos 3 meses;
  • infecção do colo do útero;
  • anormalidades celulares no colo do útero;
  • ocorrência ou suspeita de câncer do colo do útero ou do útero;
  • tumores que dependem do hormônio progestógeno para se desenvolver;
  • sangramento vaginal anormal não-diagnosticado;
  • anormalidade do colo do útero ou do útero, incluindo leiomiomas, se estes causarem deformação da cavidade uterina;
  • condições associadas com aumento de susceptibilidade a infecções;
  • presença de doença hepática ou tumor hepático;
  • hipersensibilidade ao levonorgestrel ou a qualquer constituinte do produto.

Que Reações Desagradáveis Podem Aparecer Ao Usar Mirena (Levonorgestrel)?

“Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.”

Como ocorre com outros medicamentos, Mirena (levonorgestrel) pode causar reações adversas, embora nem todas as usuárias apresentem-nas.

Estão listadas abaixo possíveis reações adversas classificadas de acordo com a parte do corpo e freqüência com que elas ocorrem:

Muito Comum:

Mais que 1 em cada 10 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios no sistema reprodutor e nas mamas

  • Sangramento uterino ou vaginal, incluindo gotejamento, menstruação não frequentes (oligomenorreia), e ausência de sangramento (amenorréia).
  • Cistos ovarianos benignos.

Comuns:

Entre 1 e 10 em cada 100 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios psiquiátricos

  • Estados depressivos
  • Nervosismo

Diminuição da libido

Distúrbios do sistema nervoso

  • Dor de cabeça

Distúrbios gastrointestinais

  • Dor abdominal
  • Náusea (enjôo)

Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos

  • Acne

Distúrbios músculo-esquelético, do tecido conjuntivo e ósseo

  • Dor nas costas

Distúrbios do sistema reprodutor e nas mamas

  • Dor pélvica
  • Dismenorréia (menstruação dolorosa)
  • Corrimento vaginal
  • Vulvovaginites (inflamação dos órgãos genitais externos ou vagina)
  • Sensibilidade nas mamas
  • Dor nas mamas
  • Expulsão do dispositivo intra-uterino

Investigações

  • Aumento de peso

Incomuns:

Entre 1 a 10 em cada 1.000 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios psiquiátricos

  • Alterações de humor

Distúrbios do sistema nervoso

  • Enxaqueca

Distúrbios gastrointestinais

  • Distensão abdominal

Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos

  • Hirsutismo (excesso de pêlos no corpo)
  • Queda de cabelo
  • Prurido (coceira intensa) 36
  • Eczema (inflamação da pele)

Distúrbios do sistema reprodutor e nas mamas

  • Doença inflamatória pélvica (infecção do trato genital superior feminino)
  • Endometrite
  • Cervicites/ Papanicolau normal Classe II (inflamação do colo do útero)

Distúrbios gerais e condições do local de administração

  • Edema (inchaço)

Raro:

Entre 1 a 10 em cada 10.000 usuárias provavelmente apresentarão:

Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos

  • Erupção cutânea
  • Urticária

Distúrbios do sistema reprodutor e nas mamas

  • Perfuração do útero

Farm. Resp.: Dr. Carlos Akira Furukawa CRF-SP 13.271

Fabricado por: Bayer Schering Pharma Oy

Turku – Finlândia

Importado por: Schering do Brasil Química e Farmacêutica Ltda.

Rua Cancioneiro de Évora, 255/339/383 – Santo Amaro

04708-010 São Paulo –SP

CNPJ: 56.990.534/0001-67

SAC 0800 702 12 41

Veja avaliações de quem já comprou